Claudia Bakker

"As fotografias de Claudia Bakker se distinguem no contexto desta exposição pela eloqüência visual que lhe é característica. Se nas demais obras o que se vê são paletas mais sóbrias, aqui as cores pulsam, o uso da luz é exercitado de forma ampla e o traço do barroco se faz presente. Traço que é uma marca da trajetória de Claudia, na qual investigações sobre o orgânico, o tempo e linguagem também surgem constantemente. Na série de fotografias aqui apresentada vemos três portas fechadas, uma ao lado da outra, registradas frontalmente, cada uma iluminada de maneira diversa, com texturas distintas, mas sempre em tons rubros. O título do trabalho, Apontamentos Destino, denota as múltiplas possibilidades contidas nessas portas cerradas, cada uma surgindo como um destino em potencial. Há uma remissão ao ato de escolha, decisão, ritual de passagem em que se deixa para traz algo e se abre caminho para um por vir. A iluminação quase sombria sugere um mistério implicado em cada possibilidade de travessia, em cada escolha. Se nas influências barrocas o escritor cubano Lezama Lima é uma referência para a artista, em sua pesquisa sobre o uso da luz surge a inspiração no autor japonês Junishiro Tanizaki, e suas investigações acerca das diferenças entre uma iluminação própria do ocidente e outra que concerne ao oriente. Entre estes pólos a obra de Claudia se move, percorrendo, a um só tempo, as trilhas do excesso e da precisão."
Luisa Duarte / 2007
© claudia bakker