Claudia Bakker

Claudia Bakker: Limites do objeto

Centro Cultural Banco do Nordeste, Fortaleza

Curadoria de Guilherme Bueno

"A mostra aqui apresentada no Centro Cultural Banco do Nordeste funciona como uma "antiantologia".Isso porque assim como ela apresenta e reapresenta obras exemplares da trajetória da artista, não o faz como mera repetição isolada e sequencial de trabalhos novos e antigos, mas, uma vez que eles passam por releituras, reinterpretações, podemos falar de uma mostra que é antiantológica por se basear no sentido de reencenação, isto é, o trabalho que, tal como o tempo que continuamente discute, precisa ter consciência de suas passagens, paisagens, sobreposições e reinvenções. Um tempo para além do tempo. E que nunca se perde" Guilherme Bueno

© claudia bakker