Claudia Bakker

Escreve na memória 1994/1996-2014 [Os amigos da Gravura, Museu da Chácara do céu/RJ 2014] Texto Paula Alzugaray, Revista Select #21.
O tempo de todos nós [Exposições individuais no Museu Nacional Soares dos Reis e Espaço T / Quase galeria - curadoria e texto de Maria de Fátima Lambert, 2012, Porto, Portugal]
Vontade e contemplação - os desenhos de Claudia Bakker [Paulo Reis, Lisboa 2008- exposição individual Primavera Noturna / Galeria Graça Brandão]
Do cotidiano ao sonho em quatro artistas [Luisa Duarte, São Paulo 2007 - exposição coletiva Fotoencontro/Galeria Mercedes Viegas]
Maçãs de Claudia Bakker morrem para reafirmar a vida [Luiz Camillo Osório, Jornal O Globo, Rio de Janejro 1998]
O Tempo como algo orgânico [Adolfo Montejo Navas, Rio de Janeiro 1998 - exposição individual Fototextos/Museu da República]
Lapsos de espaço/entrecruzamentos do tempo [Fernando Cocchiarale, Rio de Janeiro, 1998 - exposição individual Quanto tempo dura/Palácio Gustavo Capanema - Projeto Macunaíma/Funarte]
Claudia Bakker [Luiza Interlenghi, Rio de Janeiro, 1997 - exposição coletiva - Centro Cultural Oduvaldo Viana Filho /Castelinho do Flamengo]
A partir da primavera nocturna  [Artur Souza em 2008/ ensaio crítico produzido na disciplina de Crítica de Arte na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto/Portugal]



© claudia bakker